10 de janeiro de 2019

Riachuelo reúne colaboradores para falar sobre o combate ao trabalho escravo

Associada ao InPACTO desde o segundo semestre de 2017, a Riachuelo assumiu os 10 compromissos do Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo. Entre eles estão a promoção de ações preventivas de informação e comunicação visando a prevenção ao trabalho escravo na cadeia produtiva.
Em São Paulo, cerca de 95 funcionários das áreas comercial, marketing, relacionamento com fornecedor, engenharia, setor de gente e auditoria interna da Riachuelo participaram do treinamento do InPACTO. Realizada em dois dias, a atividade engloba uma parte instrutiva, que abordou conceitos e mecanismos governamentais de prevenção e combate ao trabalho escravo, e um exercício prático de reflexão.
“É uma oportunidade para sensibilizar e mobilizar a empresa como um todo. O desafio é complexo, por isso, entender o tema e falar do papel de cada um para implementação dos compromissos assumidos junto ao InPACTO é um passo importante em direção ao enfrentamento deste desafio”, ressalta a diretora executiva do instituto, Mércia Silva.
Segundo Rodrigo Favero, gerente de qualidade da Riachuelo, a empresa sempre esteve atenta quanto à qualidade de sua cadeia produtiva e realiza ações preventivas contra qualquer tipo de irregularidade. “A Riachuelo jamais foi alvo de sentença judicial por trabalho degradante e/ou análogo ao escravo. Temos como premissa a valorização do trabalho, o cuidado e o respeito a todos de forma igualitária. Possuímos uma área de auditoria interna que monitora toda a cadeia produtiva e realizamos ações preventivas com frequência”, declara.  
Ainda de acordo com Favero, no final do treinamento já era nítido o engajamento de cada colaborador em fazer ainda mais e melhor. “Para seguir com nossos valores e colocá-los em prática é preciso do envolvimento de todos os colaboradores, das mais diversas áreas. Acreditamos no resultado de um trabalho em grupo, onde cada um faz um pouco, e juntos alcançados um objetivo maior”, afirma.

Gostaria de se manter informado(a) através de notícias deste tipo? Preencha nosso formulário.

Notícias relacionadas