[gtranslate]
12 de dezembro de 2008

Bancos debatem princípios de empréstimos sustentáveis

Instituições financeiras internacionais discutem os cinco anos dos Princípios do Equador em evento no Rio. Seminário também marca inicio da gestão do Itaú na presidência do comitê diretivo e adesão do 8º banco sul-americano

Po Repórter Brasil

Instituições financeiras de diversas partes do mundo estão reunidas nesta quinta (11) e sexta-feira (12) no Rio de Janeiro para debater os cinco anos dosPrincípios do Equador, diretrizes de adesão voluntária para análise dos riscos socioambientais relacionados a projetos de US$ 10 milhões ou mais.
A necessidade de uma análise socioambiental prévia, a elaboração de um plano de ação e de compromissos contratuais por parte da empresa solicitante do financiamento, além da realização de auditorias independentes para conferir o cumprimento do projeto às regras estabelecidas são alguns dos critérios que fazem parte dos Princípios do Equador.
A visão geral dos princípios e sua governança, as perspectivas econômicas e socioambientais da região amazônica e a questão da energia dentro do contexto de mudanças climáticas fazem parte dos temas discutidos no Rio de Janeiro, que também marca o início da gestão do banco brasileiro Itaú como responsável pelo comitê diretivo do grupo.
“Neste ano, contribuímos no processo de tomada de decisão e conseqüente adesão do Industrial Bank Co., o primeiro banco da China a adotar os Princípios e agora damos suporte ao 8º banco sul-americano, compartilhando assim a experiência que adquirimos”, completa Marcelo Battisti, gerente de crédito e avaliação de risco socioambiental do Itaú BBA e atual chairman do comitê diretivo dos Princípios do Equador.
O Princípios do Equador foram elaborados em 2003 por dez bancos a partir de critérios estabelecidos pelo International Finance Corporation (IFC), braço do Banco Mundial que financia empreendimentos privados. A partir de 2008, os signatários serão obrigados a comunicar suas ações para o comitê diretivo. As instituições que não cumprirem os critérios poderão ser exluídas do grupo.

Gostaria de se manter informado(a) através de notícias deste tipo? Preencha nosso formulário.

    Seu nome (obrigatório)
    Seu e-mail (obrigatório)
    Instituição/empresa que representa
    Como conheceu o InPACTO
    Qual é seu interesse