EnglishFrançaisDeutschPortuguêsEspañol

INICIATIVA CARNAÚBA

A iniciativa Carnaúba teve início em 2015 a partir de um estudo de cadeia produtiva da carnaúba, promovido pelo InPACTO, com o apoio da Organização Internacional do Trabalho (OIT). A pesquisa confirmou o que inúmeros resgates de vítimas de trabalho escravo nos últimos anos já sinalizavam: a produção e a comercialização deste produto envolvem uma série de violações trabalhistas e de direitos humanos, afetando fortemente comunidades em situação de completa vulnerabilidade. A necessidade de uma ação no setor impulsionou a criação de um grupo de trabalho, que se reúne periodicamente para desenhar estratégias eficientes na região onde há a colheita da palha de carnaúba.

O Brasil é o único produtor de carnaúba no mundo, concentrada na sua maioria em dois estados da Região Nordeste: Ceará e Piauí.  Essa produção, além de ser fundamental para várias indústrias, é a base do sustento de muitas famílias que vivem em comunidades rurais, sobretudo durante o período de estiagem que vai de junho a janeiro. A produção do pó da cera de carnaúba envolve uma cadeia muito complexa, com vários níveis e arranjos, relações de poder e interesses, o que reflete na dificuldade de organização dos trabalhadores na busca de remuneração mais justa pelo trabalho.

Com a iniciativa CARNAÚBA, buscamos combater a precariedade na produção e comercialização da cera de carnaúba, transformando o modelo produtivo e de negócios e diminuindo a vulnerabilidade da população local. O objetivo é promover uma intervenção qualificada no cenário produtivo do setor, através da mobilização de atores locais, governo, indústrias e empresas envolvidas, para provocar uma melhoria nas condições de trabalho e promoção do trabalho decente regularizado.

Gostaria de se manter informado(a) através de projetos deste tipo? Preencha nosso formulário.

Conteúdo relacionado