Nota InPACTO sobre trabalho análogo ao escravo em fazendas de café

O café brasileiro é reconhecido mundialmente pela sua qualidade e importância tanto no Brasil quanto no cenário internacional, tendo um grande peso na balança comercial brasileira. Somos o maior produtor e segundo maior consumidor da bebida. São preocupantes, portanto, as últimas notícias sobre ocorrências de exploração de trabalho análogo ao escravo em fazendas de café, […]

Monitoramento 2018 dos Compromissos do Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo

As organizações associadas ao InPACTO assumem os 10 compromissos do Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo e anualmente participam do processo de Monitoramento dos Compromissos, que tem como objetivo mensurar progressos, identificar dificuldades enfrentadas por cada associado e propor caminhos e soluções. A edição de 2018 já tem data marcada. A partir de 25 […]

Nota InPACTO sobre nova Portaria

Desde sua criação em 2013, o InPACTO, que é a consolidação da iniciativa do Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo de 2005, aposta e fomenta o diálogo dos diversos setores acerca dos instrumentos de combate ao trabalho escravo do Brasil: tanto as portarias que definem como será composta e divulgada a “Lista Suja”, quanto […]

Nota de repúdio

O InPACTO – Instituto Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo – recebeu com surpresa e perplexidade as notícias veiculadas pela Folha de São Paulo e pelo jornal O Globo, dessa terça-feira (10), mencionando a exoneração do chefe da Divisão de Fiscalização para Erradicação do Trabalho Escravo (DETRAE), André Esposito Roston, publicada no Diário Oficial […]

Monitoramento dos Compromissos do Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo

A partir do dia 21 de agosto, as empresas associadas ao InPACTO já podem acessar a plataforma destinada ao Monitoramento dos Compromissos do Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo 2017. O preenchimento adequado deste instrumento é, em si, um dos compromissos assumidos pelas empresas associadas ao InPACTO, e pode ser feito até o dia 04 […]

InPACTO defende publicação da Lista Suja

O Ministério do Trabalho conseguiu postergar novamente a publicação do Cadastro de Empregadores flagrados com mão de obra escrava, chamada lista suja, cuja divulgação deveria ter sido feita ontem por decisão judicial. O ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Ives Gandra Martins Filho, acatou o pedido de suspensão apresentado pela Advocacia-Geral da União (AGU). […]

Tragédia no Brás expõe a dramática situação de imigrantes em São Paulo

Ao amanhecer de terça-feira, 23, um incêndio tomou conta de um antigo galpão instalado no bairro do Brás, região central de São Paulo. Quatro pessoas morreram, duas mulheres e dois homens. Outras nove pessoas precisaram ser levadas a hospitais com queimaduras e por inalação de fumaça. Ao todo, 24 ficaram feridas. O local do incêndio […]

Nota pública de esclarecimento

As empresas que constam no nosso site com a observação “em análise pelo Conselho e Diretoria”, estão em constante diálogo com o InPACTO. Apesar de constarem na Lista da Transparência, estão engajadas e comprometidas com medidas de remediação e promoção do trabalho decente. Para favorecer o diálogo com a sociedade civil e seus pares comerciais, […]

Nota de desagravo: contra perseguições a defensores de direitos humanos

O Instituto Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo (InPACTO) repudia qualquer movimento de intolerância e perseguição contra indivíduos ou organizações de defesa de direitos humanos, tais como  a ação contra o jornalista Leonardo Sakamoto noticiada pelo jornal  Folha de São Paulo,  na edição de 08 de abril de 2016. Há tempos, lideranças que atuam […]

InPACTO e Ethos repudiam ameaças ao jornalista Leonardo Sakamoto

[Nota Pública] O InPACTO e o Instituto Ethos repudiam qualquer manifestação e incitação de ódio e se solidarizam com o jornalista Leonardo Sakamoto, que nos últimos dias recebeu 37 ameaças de morte e uma série de mensagens agressivas de usuários de internet. Os ataques começaram após um jornal impresso de Minas Gerais atribuir ao jornalista […]